CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Douglas Q. Stemback
Respeito a maior sabedoria humana. Débora Damasceno
Textos


Benignidade precisamos


Oh Mundo! Onde foi parar sua benevolência
Não há características das coisas boas na Terra
A bondade foi levada por uma enxurrada
Poucos têm a coragem de exercê-la.

Quem é benigno que seja
Pois, o Mundo está precisando de ajuda
E assim contagiar outros a praticar a bondade linda
Que é peculiar aos benignos, ou seja, a você prezada pessoa
Seja aquele que estende a mão à uma carente alma.

Ter ações de benignidade
É ter misericórdia, é compaixão da miséria de outro povo, de outra gente
Miséria é uma pobreza tão extrema que não há mais como dizer o que sente
O que sente? Foi carcomido pela tristeza
Miséria é adversidade, é desdita, é desgraça, é infelicidade, é desventura.

Mas, para combatê-la
Somente tendo afabilidade em sua alma
Logo, será generoso e terás benevolência
O benigno é o braço amigo a quem precisa
Levantando do chão da desesperança.


 
Douglas Q Stemback
Enviado por Douglas Q Stemback em 03/06/2017
Alterado em 05/06/2017

Música: Yiruma Serenade in D Flat (Audio) - Yiruma

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários