CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Douglas Q. Stemback
Respeito a maior sabedoria humana. Débora Damasceno
Textos


O Espelho me disse

Olhei no espelho
E, pude ver o meu rosto
Meus cabelos que não eram mais o mesmo
Então, percebo o tempo.

Uma pequena ruga
Olhos que querem o descanso de ver a vida
A mente que não mais voa
E, um corpo que demonstra cansaço da caminhada.

É, espelho, ninguém foi tão sincero
Tenho de te dizer que estou chocado
Pois, quem poderia me trazer de volta ao Mundo
O que desejo, não é mais o que posso ter, ou o que quero.

Espelho tenho a vontade
De te destruir de verdade
Viver em meio à dor comum, logo tenho o mesmo sangue
O tempo não espera, o espelho me disse.

Então me ponho a costurar redes de pesca
Ou, a olhar cardumes para pesca
Até mesmo poder-me-ia à conduzir os barcos a pesca
Mesmo tendo a vontade de estar no mar, na pesca.

Espelho, fale o que me faz feliz
Não tire de mim o sonho e não me deixe infeliz
Fale de novo, diz!
Quero voltar a crer como um menino feliz.
Douglas Q Stemback
Enviado por Douglas Q Stemback em 16/06/2017
Alterado em 16/06/2017

Música: Mozart Lacrimosa - Desconhecido



Comentários