CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Douglas Q. Stemback
Respeito a maior sabedoria humana. Débora Damasceno
Textos


Quem eu sou dentro da minha mente?

Tenho dentro de mim vontade instintiva
Que me conduzem a querer satisfazê-la
Tento sufocar a minha mente para reprimí-la
Todavia, há uma verdadeira guerra em minha cabeça.

O ato do querer por querer
Resulta em apenas o querer por ter
Simplesmente ter saciaria esta mente?
Não, esta iria querer mais e mais até ser transbordante.

Contudo, nas agruras das minhas memórias
É formado um pensamento consciente nas minhas lembranças
Que traz a realidade do próprio ambiente externo nas pessoas
É a minha moralidade instituindo as normas.

Como aquele que é um mediador
Entre o meu interior e o exterior
Entre o que eu quero ser em meu vigor
E, o que eu posso ser em meu vigor.

Entretanto, existe um componente inibidor
Logo, a mente faria o que lhe propor
Assim o não apenas moral ou instintivo em meu compor
Mas, sim tenho a capacidade de mediar o conflito do meu horror.

Sou o que tenho
Sou o que posso ser no mundo
Tenho o que posso
Superando sempre a limitação do ser humano.
Douglas Q Stemback
Enviado por Douglas Q Stemback em 17/06/2017
Alterado em 17/06/2017

Música: Alone Wolf (violin) - Desconhecido

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários